Sobre parar de tirar as cutículas e esmaltação americana – Parte II

Outro post sobre a minha saga com as cutículas! No dia 30 de maio eu falei aqui sobre a minha decisão de tentar, mais uma vez, parar de tirar. Consegui seguir firme por pouco mais de 1 mês, mas acabei não resistindo :(. Mas, pelo que eu percebi e como a Eve disse lá no Tudo Sobre Esmaltes, quando completa o primeiro mês é quando a gente sente mais aflição. E que aflição! Acompanhem comigo as datas:
10 de maio:. Tirei pela última vez. Me machuquei e minhas unhas estavam cheias de ondulações. Decidi que não tiraria mais as cutículas.
17 de maio:. Não tirei. Foi aqui que eu fiz a primeira parte desse post. E assim eu segui, persistente.
No dia 1º de junho, eu fiz todo o processo de cuidados e esmaltei (utilizando a técnica da esmaltação americana!) com o Estréia, da Colorama (#meuvermelhopreferido!). As duas fotos abaixo são desse dia:
É muito importante ressaltar que mesmo sem usar o alicate, dá para machucar. Olhando as fotos, lá no dedo mínimo tem um machucado que eu fiz com a espátula! Ou seja, tem que ter cuidado do mesmo jeito! Só uma coisa que eu percebi: um machucado feito acidentalmente com a espátula cicatriza muito mais rápido do que os que são causados pelo alicate!!! Será que tem explicação?
Depois disso, o ritual era sempre o mesmo até que no dia 22 de junho eu tirei tudo, com direito a um machucadinho no dedo indicador. As cutículas estavam tão grandes que eu tive a impressão de que iam tomar conta de toda a unha hahahahaha. Estavam também mais sensíveis, muito mais finas do que já são e foi mais trabalhoso o processo com o alicate. Continuei tirando e machucando esmaltando pelas semanas seguintes, até que os polegares ficaram com ondulações horrorosas. Aí, no último sábado, dia 27 de julho, eu não tirei. Só hidratei, tirei os cantinhos e o excesso de cutículas e esmaltei com o Patins, da Impala. As unhas estão muito fracas e umas 3 quebraram, e como estão todas bem curtinhas, escolhi um clarinho!
Para as meninas que querem parar de tirar ou mesmo diminuir o uso do alicate eu deixo o meu recado: é difícil mesmo. Exige muita disciplina, e não pode ter preguiça. O primeiro mês é realmente o mais difícil, mas dessa vez eu quero tentar seguir em frente. As unhas ficam muito mais saudáveis e o acabamento do esmalte bem mais bonito!
E lá vou eu começar tudo de novo! 😉

Se you!
xoxo.

Anúncios