Sobre parar de tirar as cutículas e esmaltação americana!

Hi sweeties!
Há um tempo atrás eu consegui ficar sem tirar as cutículas por uns meses. Eu empurrava com a espátula e tirava apenas o excesso com o alicate e até estava satisfeita com o resultado: as unhas ficaram mais fortes, as ondulações diminuíram bastante, mas eu não resisti e acabei tendo uma recaída. Nas primeiras vezes eu tirei menos e em intervalos maiores do que costumava tirar, mas com o passar do tempo comecei a tirar tudo de novo, toda semana, e voltaram os machucados, as ondulações, as unhas enfraqueceram e as cutículas ficaram sensíveis. Depois disso, eu até tentei outras vezes mas nunca persisti, porque sempre achei mais fácil tirar tudo com o alicate, esmaltar logo e pronto. Mas de umas semanas pra cá, eu comecei a me preocupar com a saúde das minhas unhas, já que elas estavam quebrando com muita facilidade e as ondulações, especialmente nos polegares, começaram a me incomodar muito e eu decidi tentar mais uma vez.

Eu estava me preparando psicologicamente, porque o processo é demorado mesmo e pede persistência, quando, passeando pelos blogs que eu costumo ler todos os dias, me deparei com as cutículas IMPECÁVEIS da Eveline (do Tudo Sobre Esmaltes) e gente, o que é aquilo?! Sempre que eu comento algum post dela é para elogiar as cutículas e a esmaltação hahahahaha! Olha só:
Lindas não?! Depois de ver unhas tão lindas e cutículas saudáveis, foi que eu realmente decidi parar e agora eu me interessei pela técnica da esmaltação americana. Com ela não tem como o acabamento do esmalte se misturar com a cutícula que está lá bonita e saudável e não fica parecendo que a esmaltação foi feita de qualquer jeito!
No dia da foto abaixo, fazia uma semana que eu não tirava (hoje já são quase três semanas sem alicate!!!), só hidratei muito com a cerinha da Granado e com alguns cremes que eu uso diariamente. Simples, sem muitos segredos! Como eu fiz: passei o amolecedor de cutículas e coloquei as mãos na água por 5-7 minutinhos, como de costume. Empurrei levemente com a espátula e tirei os cantinhos com o alicate (porque como a Eve disse, de nada adianta cutículas lindas, impecáveis e saudáveis, com um machucado ali do lado por causa de uma pele arrancada com o dente, né?!). Aqui é tentador porque a cutícula fica bem molinha e soltinha e dá vontade de desistir, mas eu me segurei. Esse processo durou cerca de 10 minutos e aqui eu vi a primeira vantagem: antes eu demorava quase 1 hora tirando tudo, com cuidado para não machucar e mesmo assim machucava =/. Depois de lixar as unhas eu parti para a esmaltação do mesmo jeito que a própria Eve ensina lá no TSE: sem deixar o pincel encostar nas cutículas e fazendo o acabamento com o pincel chanfrado. Foi demorado, eu apanhei um pouco, mas o resultado foi muito satisfatório! Em algumas unhas o esmalte ficou mais longe da cutícula, em outras a distância foi mínima, mas no geral, levando-se em conta que foi a primeira vez que eu fiz, ficou bonito! Confesso que dá uma aflição imensa ver a cutícula toda aqui, mas sempre que eu sinto vontade de mandar ver no alicate, eu respiro fundo, pego um creminho, hidrato, massageio e a vontade passa!
Espero que eu consiga dessa vez! 😉

xoxo, ladies!

Ps 1:. Foto da Eveline gentilmente cedida pela própria! Quem quiser ver mais fotos dela, é só dar uma passadinha no Tudo Sobre Esmaltes ou visitar a galeria no Flickr! (Obrigada, Eve! )
Ps 2:. O esmalte maravilhoso que eu estava usando no dia da foto é o Seja Singular, da Bu.  Mais fotos em breve!!!

Anúncios